Editor de livros músicais, venda de instrumentos musicais

 
 
 
 
 

Eurico Augusto Cebolo

 
Eurico Augusto Cebolo nasceu em 28 de Outubro de 1938, numa pequena aldeia de Trás-os-Montes chamada Coleja, situada perto do rio Douro e pertencente ao concelho de Carrazeda de Ansiães. De família humilde, frequentou o Colégio João de Deus, no Porto, onde estudou, gratuitamente, devido à sua boa capacidade de aprendizagem.
Aos 16 anos, emigrou com os pais para Moçambique e ali iniciou o estudo da música.
A esta arte tem consagrado toda a sua vida.
 
 
 
Em 1962, obteve o prémio para a melhor canção portuguesa concorrente ao Festival Hispano-Português, em Aranda dei Duero. Compôs diversas letras e músicas executadas pelas orquestras Típica e de Variedades do Rádio Clube de Lourenço Marques. Posteriormente, foi galardoado mais cinco vezes em Espanha e Moçambique.
Em 1975, encontrando-se de férias em Portugal, foi vítima de um acidente de viação quando um camião chocou contra o carro em que ele seguia e no qual morreu o condutor, seu primo. Por tal motivo, viu-se impedido de regressar a Moçambique. Perdidos 50% dos movimentos da mão direita, a sua carreira como músico-concertista terminava assim, abruptamente.
 
 
 
É da sua autoria o disco "Natal Mágico", com 20 canções, cuja parte orquestral foi, totalmente, gravada por ele em sintetizador.
Publicou vários romances e algumas dezenas de livros dedicados ao ensino musical, na grande maioria editados em português, inglês e francês, com grande divulgação no nosso país e também no estrangeiro.
Sempre gostou de escrever e já no colégio desenhava histórias aos quadradinhos que depois vendia aos colegas mais abastados.
Autor da letra e música das canções "Lisboa, Lisboa, Lisboa..." que venceu o Concurso da Grande Marcha de Lisboa, em 1999 e "Lisboa do Ano 2000" que venceu o Concurso da Grande Marcha de Lisboa do ano 2000.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Eurico Augusto Cebolo na Praça da Alegria